segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

É possível realizar o amor ideal?

Woody Allen, em seu filme “Vicky Cristina Barcelona”, diz que: “... ela sabia o que não queria e seguia na sua busca, uma busca do que não sabia... ”e mais, que: ...” o amor romântico é o amor não realizado”... No filme ele aborda como os padrões e modelos de felicidade, realização e sucesso são criados e disseminados pela sociedade essencialmente sonhadora e romântica.

Na vida real existem muitas variáveis intervenientes, sob as quais não temos controle, o que gera insatisfação e frustração.
Será justo esperar algo do parceiro, já que ele nunca vai ser exatamente o que você espera, pois, por mais que ele se esforce, o ser ideal está dentro de você?  
Será o príncipe encantado (ou a mulher ideal) só uma fantasia alimentada durante anos por você e pela sociedade? Sociedade essa onde todos os personagens são perfeitos, com suas vidas perfeitas, sempre com a garantia de um final feliz.
É possível encontrarmos seres perfeitos aos nossos olhos? Será que alguém conseguiria saber que frases (que já formulamos) gostaríamos de ouvir em determinadas circunstâncias, as cenas que gostaríamos de viver (elaboradas com perfeição por nós, perfeitos roteiristas), os presentes que nos emocionariam, as palavras que nos consolariam, as atitudes que deveriam ter, como gostaríamos de ser tocados naquele momento?
Será que se nós fizéssemos tudo o que imaginamos ser o ideal o outro se sentiria feliz e realizado conosco, fazendo com que fossemos considerados perfeitos?
Por que essa constante sensação de que ainda não chegamos lá, mas quando tal coisa acontecer, tal situação se concretizar... aí sim seremos felizes, plenos e realizados ? Por que esse momento nunca chega?
A busca por um relacionamento ideal passaria pela eterna busca inerente ao ser humano?
A relação ideal, a família ideal, o emprego ideal, a casa ideal, a aparência ideal, o salário ideal, dentre tantas outras situações, tudo passa pelo campo do possível e inatingível e tudo é condicional.
To be continued...